sábado, 26 de janeiro de 2013

"Mulher" poema de Margarida Alves

Margarida Alves

Olá a todos, com imenso prazer, lhes trago mais um belo poema escrito por minha querida amiga aqui de Olinda, a poetisa Margarida Alves. Neste seu poema, como sempre, sua sensibilidade está à flor da pele, destilando emoção e beleza literária.





Mulher

Ah...essa mulher que há em mim
Que habita em meu ser
Essa mulher que canta a vida
Em cada vitória concebida
Ah...essa grande mulher que ás vezes 
Se sente tão pequena, tão frágil
Que embala a alma com sonhos e encantos
Mulher que muitas vezes pensa em desistir
Que em outras tantas vezes só sente sede de vencer
Mulher que desperta para a vida
Em cada batalha perdida
Porque sabe que tem que continuar
Mulher...acúmulo de emoções e sentimentos
Poço de solidão de sofrimento
Mar de realizações e vitórias
Umas tantas qualidades a mais
Outros tantos defeitos a menos
Ah, essa mulher que vive em mim
Que seu fogo seja infinito
Que sua sedução seja certa
Que seu lado criança nunca morra
Que seus trejeitos sempre conquistem
Ah...essa mulher...e que mulher é essa
Em seu lado feminino de ser
Insaciável, dominante, sedutora, sedenta e loba
Ah...essa mulher independente e moderna
Mulher, onde as palavras são poucas para decifrá- la
Mulher...ser único, onde sua fortaleza está na sua fragilidade, 
meiguice, leveza, pureza e beleza.


Poema de Margarida Alves.

10 comentários:

  1. Um canto à mulher. Figura cheia de beleza e encanto
    Muitos dias esquecida e tantas vezes humilhada.
    Mulher símbolo da força do amor e do perdão.
    Aquela que nunca desiste e nos ensina a todos a sua força de viver e de lutar por tudo em que acredita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com o teu comentário Luís, um belo poema exaltando todas as belas nuances femininas. Valeu pelo comentário.

      Abraço.

      Excluir
  2. Oi Paulo,

    Tudo bem? um lindo poema que reconhece o valor da mulher com adjetivos e sentimentos.

    Boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente lindo mesmo Lu, a Margarida é uma poetisa talentosíssima.

      Abração pra ti.

      Excluir
  3. Um belo poema que faz uma homenagem merecida ao ser mais encantador da terra, a mulher.
    Sempre com regras e mistérios que fazem nós homens deliciosamente viciados nelas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo Cláudio, valeu pelo comentário.

      Abraço.

      Excluir
  4. Olá Paulo! O poema é de um encanto e beleza que toca e até surpreende, eu diria. E vindo de uma mulher, isso fica mais real ainda. É a inspiração poética a serviço da sensibilidade feminina. Parabéns à Margarida Alves. Um abraço caro Paulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PC, é sempre um prazer pra mim ter um poema da Margarida postado por aqui.

      Abração.

      Excluir
  5. Paulo, meu amigo de fé!
    Tudo bem?
    lindo mesmo o poema da Margarida, um louvor à mulher e todas nossas facetas e fases.


    Abração e um ótimo fim de semana para vocês!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Cissa, um ode a feminilidade.

      Abração pra ti.

      Excluir

Olá queridos, você está em meu site, o paulocheng.com, um espaço onde eu escrevo e posto minhas impressões, meus devaneios, minhas inspirações e sandices, desde já agradeço pelo acesso, lembrando que você não é obrigado a comentar, pois não há uma obrigatoriedade ou imposição, caso você não ache interessante ou esteja com preguiça, não tem problema, o que quero aqui é o prazer acima de qualquer coisa, e não obrigatoriedade, ok? Que Deus possa te abençoar em Cristo Jesus.