terça-feira, 26 de julho de 2011

SOS casamento


A TV brasileira é marcada por paradoxos. Ao mesmo tempo em que exporta  novelas para o mundo todo (novelas de gosto duvidoso), tem uma programação que oscila entre a superficialidade e a mediocridade. Dentre os inúmeros canais abertos, são raros os programas de qualidade e que tenham um bom conteúdo.

Como gosto um pouco de TV, mas não tenho tanto tempo assim para assistir, às vezes quando estou assistindo fico zapeando sem muitas opções decentes. Porem, na última sexta à noite, me deparei com um programa no SBT, onde a apresentadora intermediava uma crise conjugal num casamento, o programa em questão é: SOS casamento.


Alguns poderiam dizer que é mais um desses programas idiotas onde expõe a intimidade dos casais de forma sensacionalista e os convidados estão ali só para aparecerem. Porém, a proposta do programa é interessante e visa tão somente aconselhar o casal que está em crise. A terapeuta que faz a intermediação se chama Ana Canosa, e gostei muito da postura dela, ora educada e discreta, ora incisiva e dura. O SBT tem um programa que gosto muito e é direcionado para crianças, que é o Supernany, também show de bola. Obviamente tem casais que não precisam recorrer a esse tipo de ajuda, mas tem casais que precisam de uma ajuda profissional externa, e esse tipo de programa vem bem a calhar.

Relacionamento é algo complexo. Duas pessoas são dois mundos distintos, ora convivem harmoniosamente, ora estão em conflito. Durante o namoro e até o noivado, quando moram separados, tudo é mágico e superficial, mas quando se casam e passam a morar juntos, os defeitos afloram sem maquilagem e o casal se expõe de forma mais natural e é preciso maturidade para não sucumbir aos desentendimentos e brigas constantes.


Há casais que não têm uma maturidade mais desenvolvida para resolver algumas crises internas, por menores que sejam, pois não cultivam o hábito de conversar e “discutir a relação” com freqüência, por isso, esse tipo de programa, quando bem feito e sem apelação, pode até contribuir para resgatar alguns relacionamentos fadados ao fracasso e na iminência da separação. Lógico que cada caso é um caso. No final do programa, vi um resultado positivo, e outros casais que assistem podem se identificarem e aplicarem alguma coisa em suas próprias experiências, e digo que gostei pelo fato de poucos programas na TV brasileira se importarem com a saúde da família, o que vemos são só programas e, principalmente novelas (as da Globo) que incentivam a promiscuidade e o adultério como coisa normal, e esses poucos programas que tentam resgatar os valores do relacionamento quase não dão Ibope, mas é por isso que fiz esse texto parabenizando o SBT por esse programa e pelo Supernany, outro que gosto muito e já fiz uma matéria à respeito.

Mesmo que seu casamento esteja bem e não passe por crise, vale à pena conferir esse programa, pois conseguiremos valorizar mais o nosso parceiro e talvez, baseado nas experiências alheias, cometeremos menos erros.

Paulo Cheng

19 comentários:

  1. Eu também vejo esse programa e acho ele muito legal! Parabens Chengão! Vc sempre fala coisas aproveiraveis aqui no seu blog!



    Atualizei passa lá depois!

    ResponderExcluir
  2. É isso aí Paulo... eu tbm valorizo estes tipos de programa e aprendi muito com SuperNany já que tenho 3 filhos e o SoS casamento é mais um pra ajudar, muitos casais não tem dinheiro para ir em uma terapeuta de casamento e vc aprende muito assistindo, eu assisto desde o inicio e sei que os homens que assistem tbm pode aprender mais e mais sobre nós mulheres, seres incompreendidos e frágeis... rsrsrsrs... Bjs

    ResponderExcluir
  3. Paulo, o problema da programação de TV no Brasil passa por uma falta de criatividade. Não vejo somente pelo lado nocivo que ela possa representar para a família. Eu sei que existem programas que até agridem a moral da família, você até citou as novelas. Paulo, a televisão brasileira é dona de celebres produções, as próprias novelas, tem inúmeras e belas produções. Não estou dizendo que não haja novelas de péssimo gosto e de baixo valor moral, com certeza há, e muita. Eu não sou nenhum noveleiro, não, mais a história das novelas tem páginas belíssimas. Só para não ir naquelas do passado, a TV Globo reapresenta agora, O Clone, que eu reputo como uma bela contribuição para um debate que está aí bem atual, a situação das drogas. Você tem razão, e eu concordo quanto ao que de pior tem apresentado a televisão brasileira no momento. Agora é preciso ressaltar que a televisão brasileira tem dado ao longo da história uma bela contribuição para esse país. Eu escrevi outro dia lá no blog sobre uma das razões da queda da qualidade em prol da quantidade de audiência na TV, a praga da medição instantânea de audiência é uma delas. Parabéns por mais um post com mais uma belíssima contribuição para o debate de ideias, e ainda com uma bela dica de programação num momento tão pobre da televisão brasileira. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito do seu blog, parabéns pelos post. Passa no meu?

    www.blogtatudodominado.com

    ResponderExcluir
  5. Não conheço esse programa.Valeu a dica,deve ser legal!abração,chica

    ResponderExcluir
  6. Macedo da Silva, Natal, RN.

    Conheço esse programa, é bem semelhante ao da SuperNany, e a proposta é a mesma, tentar resgatar e aconselhar, é uma ótima dica, pois muitos casais não têm oportunidade nem dinheiro para recorrer a um especialista para fazer uma terapia, e vendo esse programa e extraindo as lições dele, é algo proveitoso. Gostei do texto e excelente dica de programação.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  7. Hey eu nunca vi esse programa! 0_0 O super Nanny eu gostava de assistir, chegava sempre á conclusão que existe sim, crianças endemoniadas kkkkk.

    Relacionamentos são mesmo coisas muito complicadas....acho que ninguém é capaz de ficar completamente isento de preocupações, anseios e pensamentos quando se vive com alguém.

    bjs
    http://www.empadinhafrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Fala Paulo,
    Ainda não assisti ao programa que você citou. O da Supernanny, já vi e as vezes assisto o inglês também, que é bem interessante.
    Evidente que há bons programas na tv, mas os principais, ou aqueles que estão em horários nobres e dão audiência, são horríveis. Novelas ridículas, realitys shows com apologia à tramóias e patifarias, jornalismo sensacionalista e por aí vai.
    TV Educativa, TV Brasil, TV Cultura, Canal Futura, ninguém quer ver, não é mesmo?
    Pobre país medíocre.
    Abraço

    ResponderExcluir
  9. Por isso prefiro o SBT á Globo
    Eles não são de apelar tanto, quando querem fazer alguma coisas fazem e pronto!
    Algumas coisas da programação deles são bem legais. Vou dar uma olhada nesse programa.
    Abç Paulo

    ResponderExcluir
  10. seguindoo ,
    parabens pelo blog
    mt lindo .
    beijos

    http://falaseriooo-o.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Vi seu perfil na comunidade do orkut
    Estou te seguindo
    Me segue tb
    http://colecionadoradeesmaltes.blogspot.com/

    Abraços

    ResponderExcluir
  12. Oi Chengão!
    AHSHS que isso! Eu fiz o artigo sobre fanfics porque muitas pessoas tinham a dúvida e é sempre legal saber como o pessoal deixa as coisas complexas. Qualquer dia faço uma análise sobre os subgêneros do estilo musical gótico..tem subestilo dentro de subestilo 0_0. Olha eu já abordei uma expicação resumida sobre gêneros de obras japonesas e cosplays...é só dar uma olhada lá no blog =)
    bjs
    http://www.empadinhafrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Eu vejo o S.O.S desde o primeiro.Me fez chorar em tds eles.É bacana ver uma relação comprometida ser resgatada como tu dissestes bem no texto.O complicado é que a palavra relação tá tão banalizada nessas novelas.Antigamente o casal protagonista vivia o intenso enredo onde muitos queriam separá-los se amando e "sozinhos" ate se encontrarem no final.Agora é um troca troca e o slogan "A fila anda",e até um programa de comedia fazendo apologia aos amantes.Ter amante ta em moda.OLha,Paulo,me dou ate por feliz de estar a 28 anos casada,e ja ter superada inúmeras crises,pq casamento não é fácil,e poder ter certeza de que valeu a pena,Faria tudo de novo.A Família é mais importante do que tudo.
    E gostaria de vc em outro 4 por 4,se topar me da um ok que te aviso qual é o tema.

    ResponderExcluir
  14. Oi Paulo, tudo bem?
    Não conheço esse programa, mas vou dar uma olhadinha em função de tua indicação.
    O Supernany é ótimo, já usei algumas orientações aqui com minha filha, e funcionam mesmo!
    Relacionamento diário é complicado mesmo, até porque o ser humano é essa coisa toda confusa rsrs Se o programa procurar auxliar quem, de outra forma, não conseguiria procurar orientações, perfeito!

    Grande abraço para ti! E ótimos dias próximos!

    ResponderExcluir
  15. Nunca assiti esse programa.
    Vou listá-lo para uma crítica, aliás, críticas construtivas são raras de fazer, quando um telespectador criterioso está em frente a uma Tv que só importa lixo extrangeiros. São como as laranjas.Onde ficam os bagaços? Aqui!!!
    é válidolembrar que existem ótimos projetos de programas do exterior em nossa televisão, porém em horários desprivilegiados, os quais não alcançam o grande público.
    Supernany é maravilhoso. Na verdade ela não ensina, ela nos prepara emocionalmente para cada ocasião. São regras antigas da vovó, porém ela age como uma psicologa com um enlaço de emotividade familiar.

    Estarei sempre aqui Chengão, você merece.
    Ótima postagem, DOUTOR.

    escarceu-pre-datado.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. REALMENTE CHENG, ALGUNS PROGRAMAS DO SBT SÃO VERDADEIRAS RECOMENDAÇÕES PARA AS PESSOAS. EU MESMO QUE ASSISTO POUCA TV TB, RECOMENDO PARA AS CRIANÇAS,O CARROSSEL ANIMADO COM PATATI E PATATÁ. SENTEI PRA ASSISTIR UMA VEZ E DISSE PRA MIM MESMO: "FINALMENTE UMA DIVERSÃO SADIA PRAS CRIANÇAS".
    E QUANTO AO CASAMENTO, REALMENTE É COMPLICADO A VIDA A DOIS. TEM QUE ESCOLHER BEM O SEU PARCEIRO E TER MUITO JOGO DE CINTURA PRA MANTER A RELAÇÃO EM EQUILÍBRIO. MAS NEM TODO MUNDO CONSEGUE. DAÍ SEMPRE É BOM UMA AJUDA PROFISSIONAL.

    TEM POSTAGEM NOVA. PASSA LÁ.
    http://ozeladorfiel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Você tem razão, a televisão tá um lixo, tá difícil selecionar o que ver, estou seguindo.
    Abraços da Mery

    ResponderExcluir
  18. Eu assisto bastante tv. Gosto imensamente de tv. Mas, sinceramente, não sei se por preconceito meu, sempre acho que o SBT só apresenta porcaria... rssss
    Por isso assino a Sky, que me oferece uma variedade um pouco maior de programação. Não necessariamente boa, mas maior.
    Quanto às tvs educativas, o dia em que os editores e produtores resolverem popularizar um pouco a programação, talvez elas atinjam mais às pessoas.

    Quanto ao casamento. Bom, eu nunca casei, já fui noiva, mas cheguei à conclusão que isso não é pra mim! rssss

    ResponderExcluir
  19. Ola Paulo!
    Eu não conheço esse programa, mas agora que comentou vou prestar mais atenção para ver se um dia vejo e gosto. De qualquer forma só pelo fato de tentarem ajudar casais em crise evitando assim a tão em moda "separação", é louvável!

    Abraços Flávio.
    http://www.shitnessbook.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá queridos, você está em meu site, o paulocheng.com, um espaço onde eu escrevo e posto minhas impressões, meus devaneios, minhas inspirações e sandices, desde já agradeço pelo acesso, lembrando que você não é obrigado a comentar, pois não há uma obrigatoriedade ou imposição, caso você não ache interessante ou esteja com preguiça, não tem problema, o que quero aqui é o prazer acima de qualquer coisa, e não obrigatoriedade, ok? Que Deus possa te abençoar em Cristo Jesus.