quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Estou envelhecendo...

O tempo é inexorável, implacável, é sagaz, se esvai melíflua e sorrateiramente, e com ele, também o acompanhamos, a vida segue por trilhos implacáveis, possui ciclos ininterruptos, começo, meio e fim, e atônitos e impotentes, assistimos de camarote o espetáculo da vida se diluir ante os nossos olhos, e presenciamos perplexos as cortinas se fechando, e o sol da existência se pondo lentamente, estou envelhecendo...

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Realidade virtual, interação cibernética e a idiotização do ser humano

Imagem extraída da internet
O ser humano é complexo, sua capacidade de raciocínio e pensamentos são, paradoxalmente, sublimes e grotescas, pois oscilas entre o brilhantismo e a obscuridade. Foi através de mentes brilhantes e pensantes que os maiores avanços, tanto tecnológico, literário, artístico e humano foram concebidos, através dos séculos, e todas as benesses que adquirimos hoje, provêm de pessoas que usaram sua intelectualidade de forma sadia e produtiva, e devemos isso primordialmente á Deus, que nos legou essa engenhosidade criativa que é o nosso cérebro.

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Deus: nosso enigmático e amoroso Criador

Devido à nossa limitada compreensão de Deus, comumente nos perguntamos, por que Deus, um ser incriado, onipotente, onipresente, onisciente, detentor de toda a glória e majestade e dono absoluto de todas as coisas, nutre um interesse e amor para conosco, seres finitos, falhos e rebeldes?

sábado, 16 de julho de 2016

Volúpia

Imagem extraída da internet 
Volúpia, desejo incontido, aprisionado, enclausurado, que, como uma erupção vulcânica, entra em ebulição e irrompe, dando vasão aos extintos mais viscerais que superabundam o âmago do nosso ser. A volúpia está insuflada de forma melíflua em nosso ser, e acessível ao mais simples toque ou visão.