domingo, 14 de dezembro de 2014

Cuidado com o seu telhado de vidro!

Imagem extraída da internet
Errar, uma inevitabilidade humana, todos temos essa falha de caráter ou de personalidade intrínseca em nós mesmos, errar é não fazer aquilo que está de acordo com algum tipo de regra ou parâmetro pré-estabelecido como certo, correto, e quando não fazemos o que nos é passado como o certo, que se enquadre como aceitável no campo da ética e moral está se infringindo as regras, ou seja, estamos errando.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Vivendo entre sonhos e utopias


Todos nós tempos sonhos, projetos, anelos, desejos que, mesmo sabendo que, por mais que exercitemos a esperança, não passam de utopias, sim, nunca se concretizarão por inúmeros motivos, não por capacidade nossa, e ao mesmo tempo sim, mas também por circunstâncias alheias à nossa vontade, pois nem todas as coisas dependem de nossos esforços diretamente, mas de forças externas, seja destino, outras pessoas ou vontade de Deus.

domingo, 7 de dezembro de 2014

Recomeçar



Recomeçar, voltar à estaca zero, retornar ao início de tudo, reconstruir, retornar. Recomeços costumam ser difíceis, porém, menos desbravadores, pois, quando em dado momento interrompemos um fluxo e retornamos ao início, sabemos por onde caminhar até o ponto no qual paramos, e inevitavelmente corrigimos algumas rotas, necessário para que tudo transcorra bem.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

O amanhã: sabendo conviver com o imprevisível


"Como será o amanhã, responda quem puder", já vaticinava a cantora Simone em um dos seus clássicos, e a bem da verdade, quem pode prever o imprevisível? Quem consegue prever, mesmo que minimamente eventos futuros em nossas vidas? Quem é senhor pleno dos acontecimentos futuros em suas vidas? Perguntas no mínimo, indecifráveis e de difícil compreensão, o amanhã é algo inevitável, misterioso e surpreendente.